Concordância Nominal e Verbal

17:45

Concordância é o adjetivo variar em gênero e número de acordo com o substantivo a que se refere(concordancia nominal).
É um verbo variar em número e pessoa de acordo com seu sujeito(concordância verbal).

Concordância Nominal
Eu não sou mais um na Multidão capitalista.
O termo "na" é a função da preposição "em" com o artigo "a" e, portanto, concorda com o substantivo feminino multidão, ao mesmo tempo que o adjetivo "capitalista" também faz referência ao substantivo e concorda em gênero (feminino) e número (singular).

Minha casa é extraordinária
Temos o substantivo "casa", o qual é o núcleo do sujeito "Minha casa". O pronome possessivo "minha" está no gênero feminino e concorda com o substantivo. O adjetivo "extraordinária ", trata-se de uma oração com complementos conectados ao sujeito por um verbo de ligação, também concorda com o substantivo "casa" em gênero (feminino) e número (singular).

Importante:
Localise na oração o substantivo primeiramente, após a constatação do substantivo, observe o seu gênero e o número. Os termos referentes ao substantivos são seus modificadores e devem estar em concordância de gênero e número com o nome (substantivo).

Regência Verbal
Apoio:
Regra Geral
O verbo de uma oração deve concordar em número e pessoa com o sujeito, para que a linguagem seja clara e a escrita esteja de acordo com as normas vigentes da gramática.

Observe: 1. Eles está muito bem. (incorreta)
2. Eles estão muito bem. (correta) .
O sujeito “eles” está na 3ª pessoa do plural e exige um verbo no plural. Essa constatação deixa a primeira oração incorreta e a segunda correta. Primeiramente, devemos observar quem é o sujeito da frase, bem como analisar se ele é simples ou se é composto.
Simples é aquele que possui um só núcleo e, portanto, a concordância será mais direta.

Vejamos:
1. Ela é minha melhor amiga.
2. Eu disse que eles foram à minha casa ontem.

Temos na primeira oração um sujeito simples “Ela”, o qual concorda em pessoa (3ª pessoa) e número (singular) com o verbo “é”. Já na segunda temos um período formado por duas orações: “Eu disse” que “eles foram à minha casa ontem”. “Eu” está em concordância em pessoa e número com o verbo “disse” (1ª pessoa do singular), bem como “eles” e o verbo “foram” (3ª pessoa do plural). Lembre-se que período é a frase que possui uma ou mais orações, podendo ser simples, quando possui um verbo, ou então composto quando possuir mais de um verbo.

Sujeito composto é aquele que possui mais de um núcleo e, portanto, o verbo estará no plural.

Vejamos:
1. Joana e Mariana saíram logo pela manhã.
2. Cachorros e gatos são animais muito obedientes.

Na primeira oração o sujeito é composto de dois núcleos (Joana e Mariana), que substituído por um pronome ficará no plural: Joana e Mariana = Elas. O pronome “elas” pertence à terceira pessoa do plural, logo, exige um verbo que concorde em número e pessoa, como na oração em análise: saíram. O mesmo acontece na segunda oração: o sujeito composto “cachorros e gatos” é substituído pelo pronome “eles”, o qual concorda com o verbo são em pessoa (3ª) e número (plural).

Lista de Pronomes: em digitação logo estará aqui ...

VOCÊ PODERÁ GOSTAR TAMBÉM:

0 comentários

Deixe aqui sua opinião, ela é muito importante para nós...
Os comentários são moderados, pois gosto de ler a todos. Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Me siga

Instagram

Image Map

Subscribe